Archive for the ‘Música Eletrônica’ Category

Já pensou em se especializar em música eletrônica? O IATEC tem várias opções de curso na área, com destaque para os nossos cursos profissionalizantes. No crescente mercado, uma boa formação pode ser o diferencial necessário para você se destacar.

Programa Especial de Treinamento (PET) – Discotecagem

A Especialização em E-Music ensina o aluno a discotecar, ou seja, a manejar a picape, o CDJ e o simulador de CDJ; a produzir músicas utilizando o Traktor Pro, software que simula o CDJ dentro do computador; além de introduzir as técnicas de Live PA, onde a produção da música é feita na hora de sua execução, ao vivo, diante da platéia.

Início: 10 de junho de 2013
Carga horária: 36 horas

Programa Especial de Treinamento (PET) – Produção de Música Eletrônica – 20 de maio

Ensina a produzir músicas utilizando o Ableton Live e o Logic, além de introduzir as técnicas de Live PA, onde a produção da música é feita na hora de sua execução, ao vivo, diante da plateia.

Início: 10 de junho de 2013
Carga horária: 128 horas

Programa Espacial de Treinamento (PET) – Especialista em Música Eletrônica

Reúne os cursos de música eletrônica em um só: Discotecagem, onde se aprende a discotecar, manejar a picape, o CDJ e o simulador de CDJ; e Produção Musical, que ensina a produzir músicas utilizando o Traktor Pro, software que simula o CDJ dentro do computador, além de introduzir as técnicas de Live PA, onde a produção da música é feita na hora de sua execução, ao vivo, diante da plateia.

Início: 20 de maio de 2013
Carga horária: 164 horas

Entre as atividades que envolvem cultura e entretenimento, a principal queixa dos empregadores é quanto à dificuldade de encontrar profissionais capacitados. Quem quer aproveitar as oportunidades que estão por vir não tem tempo a perder.

Pensando em melhor preparar esses profissionais que atenderão ao mercado cada vez mais aquecido e exigente, o IATEC relacionou seus melhores cursos livres, e deu origem a outros, formando Programas Especiais de Treinamento (PET). Neles, os interessados recebem conhecimentos essenciais e específicos para suas áreas de interesse, em cursos complementares e aulas com ênfase prática.

Um dos mercados mais concorridos e que necessita de profissionais qualificados é o de Música Eletrônica. Antigamente, para se apresentar como DJ era preciso saber manejar o toca-discos, entender de ritmo e conhecer um pouco música. Mas atualmente existem muitos softwares novos e complexos para a produção musical, sem falar na modernização dos equipamentos. Hoje, os DJS são tão ou mais famosos que bandas, alguns se tornando verdadeiras celebridades. Portanto, confira nossos PETs referentes a essa área e torne-se referência!

PET Especialista em Música Eletrônica

Reúne os cursos de música eletrônica em um só, onde você vai aprender a discotecar, manejar a picape, o CDJ e o simulador de CDJ; e ainda a produzir músicas utilizando o Traktor Pro, software que simula o CDJ dentro do computador, além de introduzir as técnicas de Live PA, onde a produção da música é feita na hora de sua execução, ao vivo, diante da plateia. Saiba mais: http://www.iatec.com.br/curso/179/1/programa-especial-de-treinamento-pet-especialista-em-musica-eletronica

PET Produção de Música Eletrônica

Aqui você aprende a produzir músicas utilizando o Ableton Live e o Logic. O programa ainda introduz as técnicas de Live PA, que produz a música no momento da execução, ou seja, ao vivo. Saiba mais: http://www.iatec.com.br/curso/255/2/programa-especial-de-treinamento-pet–producao-de-musica-eletronica

PET Discotecagem

A Especialização em E-Music ensina o aluno a discotecar, ou seja, a usar a picape, o CDJ e o simulador de CDJ; além produzir músicas utilizando o Traktor Pro e de introduzir as técnicas de Live PA. Saiba mais: http://www.iatec.com.br/curso/301/2/programa-especial-de-treinamento-pet-discotecagem

Os DJ’s, hoje, são figuras poderosas no mundo da música e a profissão ganhou fama e status. Esse reconhecimento, entretanto, gerou concorrência. Muitas pessoas desejam fazer parte deste grupo e dominar a arte de levantar plateias. Aos que imaginam precisar apenas de carisma e uma aparelhagem de som, a resposta é simples: estão enganados. O profissionalismo é essencial e só pode ser conseguido com muito conhecimento e especialização.

O IATEC possui excelentes cursos em Música Eletrônica para estes que desejam seguir na carreira de DJ. Dentre eles, estão Discotecagem Básica e Digital DJ com Traktor Pro, que podem ser feitos em, apenas, duas semanas.

Discotecagem Básica

Para fazer este curso, não precisa de pré-requisitos, apenas se interessar por música e discotecagem. Ele se destina à formação de DJ’s, assim como ao aperfeiçoamento daqueles que já estão na estrada. Seu foco está em exercícios práticos das técnicas de mixagem, no conhecimento da história da música eletrônica e nas dicas da profissão. O curso é ministrado pelo DJ Corello, famoso profissional do Rio de Janeiro que trabalhou em diversas equipes de som. Ele criou o termo “charme” para definir um novo caminho do R&B, trabalhou em diversas rádios e é responsável pelos canais de áudio da Sky/Net e Via Embratel.

Saiba mais sobre o curso aqui: http://www.iatec.com.br/curso/290/2/discotecagem-basica

Digital DJ com Traktor Pro

Com o curso anterior, quem desejar fazer este já estará apto, afinal o pré-requisito é ter conhecimento básico de discotecagem. E não apenas DJ’s podem se interessar por ele, mas também VJ’s, web designers, artistas multimídia e produtores de vídeos que desejam produzir suas próprias trilhas ou músicas. O Traktor Pro é um CDJ versátil e completo, que permite fazer mixagens e remixagens ao vivo e em estúdio, de uma maneira bem simples. Neste curso, o aluno aprenderá as técnicas de discotecagem digital, sua história e as características básicas do Traktor Pro e sua navegação. Leo Nogueira, formado em Engenharia Eletrônica e apontado como DJ Revelação pelo Rio Music Conference, é o professor.

Confira mais informações: http://www.iatec.com.br/curso/261/2/digital-dj-com-traktor-pro

No último dia do mês de agosto, começa a 3ª temporada dos Encontros Regionais do RMC. A primeira cidade a receber a conferência será Campos dos Goytacazes, no interior do estado do Rio de Janeiro. Para abrir o evento será realizado um “Welcome party” no Excess Club, mesmo local onde acontecerá a festa oficial com o duo alemão Electrixx no dia 1º de setembro. Ao longo do dia primeiro, a conferência ocorrerá no SESC de Campos com palestras e workshops da área de produção musical. Entre eles, um workshop sobre discotecagem, assinado pelo IATEC.

O treinamento sob comando do DJ Corello acontecerá durante a conferência, das 15h às 16h. Trata-se de uma amostra do que está na ementa do curso de Discotecagem Básica do departamento de Música Eletrônica. As inscrições devem ser feitas através do site http://www.riomusicconference.com.br/

O Curso

Nos últimos anos, a figura do DJ ganhou destaque no ramo musical. Ele deixou de ser um reprodutor de músicas e passou a ser o comandante da noite, com suas próprias produções. Essa é uma arte que exige conhecimento e técnica, e deixa cada vez menos espaço para o amadorismo. As aulas do curso de Discotecagem Básica são ideais para quem quer ingressar neste mundo contagiante e também para aqueles que já estão inseridos na profissão, mas querem se destacar.

A ementa do curso engloba conhecimento dos equipamentos, desafios da carreira, pitch, compasso, mixagem entre outras coisas. Mais informações no link: http://www.iatec.com.br/cursos.php?id=290&tipo=2

A conferência

O Rio Music Conference é realizado há três anos, e neste curto período de existência já ganhou dimensões que atravessam a barreira dos continentes – é o maior encontro de música eletrônica e entretenimento do Hemisfério Sul.

O evento acontece em etapas, são 10 encontros regionais e uma edição nacional. Os Encontros Regionais têm o objetivo de reunir embaixadores e público para analisar e propor melhorias na área.

A Edição Nacional acontece durante três dias e propõe seminários, workshops e debates sobre o mundo da musica eletrônica mundial. Além de muita informação, o evento conta com sete noites embaladas pelos maiores sucessos da música eletrônica.

Apreciadores do som assistiram nos últimos anos o crescimento da música eletrônica. O que era underground se tornou pop, ganhou platéias, fez de alguns DJs verdadeiras celebridades. Para fazer parte deste universo, dominar as pistas, produzir os próprios hits, mais do que muito talento e criatividade é necessária muita técnica. O departamento de música eletrônica do IATEC reuniu seus principais cursos livres em três Programas Especiais de Treinamento (PET), comandados por uma qualificada equipe de instrutores.

Conheça as feras

DJ André Luiz

Com um background musical muito respeitado na cena e mais de 15 anos dedicados à música, o DJ André Luiz é o atual 14º colocado no ranking da DJ Sound. No ano passado ele faturou o prêmio de Revelação Rio no “DJ Sound Award”, que coroou os melhores da música eletrônica. André Luiz se destaca principalmente na maneira de mixar, e é considerado um dos DJs mais performáticos do segmento.

Veja Também: DJ André Luiz: “Não tem como fazer história se você desconhece o passado”

DJ Corello

Foi na cultura dos bailes de black music que DJ Corello achou seu rumo e construiu seu destino. Trabalhou nas equipes de som Brown Nunes, Tropa Bagunça, Vips, Black Filadélfia, Luizinho DJ Soul e Pop Rio. É responsável pelos canais de áudio da Sky/Net e Via Embratel digital à frente de formatos que vão dos standards norte-americanos dos anos 1950 e 1960, passando pelo jazz clássico, smooth jazz e R&B.

DJ Leo Nogueira

Formado em engenharia eletrônica, Leo Nogueira aperfeiçoou suas técnicas de mixagem e produção com os DJs e produtores Raul Aguilera, Matteus B, Ilan Kriger e Rafael Araujo, na Academia Internacional de Música Eletrônica (AIMEC), em Curitiba. Seu estilo passa pelo house e suas vertentes, como disco house, tech house, deep e progressive. Leo atua na cena carioca desde outubro de 2010 e está entre os 20 DJs revelação escolhidos pelo Rio Music Conference.

Veja também: Leo Nogueira: “Não há como fugir da tecnologia

Lucas Ramos

Lucas Ramos é engenheiro de áudio graduado pela School of Audio Engineering (SAE), em Bancoc, Tailândia, onde também lecionou. Ele ainda possui no currículo cursos de Tecnologia de Gravação e Produção Fonográfica, além de certificação de Operador de ProTools pela Digidesign em Nova York, EUA. Entre outros trabalhos, Lucas participou da gravação e mixagem da trilha sonora original da série de televisão “Mandrake” (HBO), com produção de Dado Villa-Lobos, em 2005.

Escolha o seu Programa Especial de Treinamento

Para quem quer aprender a dominar as pic-ups e comandar as pistas, o programa Discotecagem é o mais indicado. Já quem deseja se tornar um produtor, o curso Produção em Música Eletrônica dá todo o conhecimento necessário para criar as próprias tracks. Para quem pretende unir os dois conhecimentos de maneira mais aprofundada, deve optar pela Especialização em Música Eletrônica. Conheça as ementas e escolha o programa ideal para você:

Discotecagem – Discotecagem Básica; Discotecagem Digital com Traktor Pro

Produção de Música Eletrônica – Produção Fonográfica; Áudio – Equipamentos Aplicações; Áudio – Fundamentos; Técnicas de Gravação- Prática em Estúdio; Treinamento em Pro Tools; Edição, Mixagem e Masterização

Especialista em Música Eletrônica – Produção em Música Eletrônica Usando Reason; DJ; Ableton Live; Treinamento em Pro Tools

Este ano a cidade ganhou mais uma festa em que todos os amantes de ritmos eletrônicos podem se divertir com incríveis sets de Hip-Hop, Electro Hip-Hop, Miami, Electro, Breaks, Moombahton e Moombahcore.

Após o sucesso da estreia na Fosfobox, a Kick Boom Boom vai ter sua 2ª edição na Comuna. A festa que é produzida pelos DJs SkullB, Cybass, Scopus e pela Kafeh Produções vai ser bem representada com os convidados: DJ Pachu (LUV) – lenda do hip-hop carioca!! – Rodrigo S (Wooble) e a exposição do grafiteiro Rodrigo Eok.

Durante o evento serão sorteadas camisas e uma bolsa de 100% no curso Áudio Equipamentos e Aplicações! A Kikck Boom Boom Comuna acontece no dia 07 de julho às 00h, na Comuna (R. Sorocaba, 585 – Botafogo – RJ). Classificação 18 anos.

Apoio: IATEC

Quase 17 anos de carreira levaram o DJ André Luiz à construção de uma excelente reputação na música eletrônica nacional. O reconhecimento desta trajetória se deu recentemente, quando a revista DJ Sound anunciou a atualização da lista dos melhores do Brasil, e seu nome constava em décimo lugar. Para reforçar a boa fase profissional, André Luiz assinou contrato com a agência Amhouseheads, de Nova York. Ele atribui tanto sucesso ao trabalho desenvolvido com paciência e perseverança, e transmite essa e outras lições aos alunos dos cursos que ministra no IATEC. Confira a seguir a entrevista gentilmente concedida ao Blog.

Você acaba de subir para a 10ª posição no ranking dos Tops 100 DJ’s do Brasil, feito pela DjSound. A que você atribui esse sucesso?

São muitos anos entregues nessa carreira. Comecei com muita paciência, priorizando não pular nenhuma etapa da carreira do dj, que, diga-se de passagem, são muitas. Com talento, paciência, perseverança e investimento, você será lembrado, pode até demorar, mas sua hora vai chegar.
Acredito fielmente em alguns diferenciais para entrar nesse grupo:Eu venho de outra cultura, onde o Dj tinha que ser Dj na essência, tinha que mixar metendo a mão, ter técnica apuradíssima, os set’s passavam das 6, 7 horas, hoje a nova geração se prepara no máximo para set’s de 1 hora a 1 hora meia, o que acaba te deixando limitado. Faço parte de uma geração romancista, admiradora do legado, e a djSound como pioneira no segmento, acredita e valoriza muito esse estilo de profissional.

Entre o ano de 2010 e 2011 atuei em bons eventos que com certeza ajudam muito, como Pachá-Búzios, Sirena Weekend,XXXPERIENCE, The Week , Ilê Beach Club (Angra), HedKandi, White Party (Ilê), Chemical Music Festival, Rio Music Conference RIO MUSIC (Edição 2009 e 2010 – Village), Rio Parade(edição  MAM), UFC-RIO(Sutra Club), Café Del Mar, La Passion, Cirquedu Soleil, Fishbone, Barra Music – DJ SoundAward 2011, Dama de Ferro, Calvin Klein, Diesel, Puma. Inclusive, acredito ter sido nomeadocomo revelação Rio por conta dessa demanda.

Outra atribuição seria o fato de eu me apresentar fazendo performances ao vivo com scratch’s e montando mashup’s.
Quando perguntado sobre o ranking, costumo dizer que a carreira de um Dj não é só feita de boas Gigs. O que adianta tocar nos melhores festivais se você não tem experiência e competência para viver aquilo?Essas medições nem sempre passam a realidade, temos excelentes profissionais que passam longe dali, por conta de não atuarem nos eventos de picos. Brigo para que essa linha de pensamento seja revista. A cena é grande e vai muito além daquele club da moda.

Se você é escalado para tal posicionamento, a necessidade de provar seu merecimento é diário, quanto mais vc sobe mais vc será cobrado.Acredito que ser um grande Dj vai além de um ranking , estar num mega festival ou na melhor festa do seu bairro.O importante é você acreditar internamente na sua capacidade, sonhar, e lutar muito para tornar seus desejos reais.

Sinto-me lisongeado ao ser lembrando entre os 10 principais Dj’s do país, mas fico mais feliz de conhecer a minha essência, capacidade, e entender que para se suceder é preciso saber de onde viemos e onde podemos chegar. Isso vale mais do que qualquer tipo de ranking.

Quais os benefícios de estar entre os 10 melhores DJs do país?

Marketing pessoal, donos de club’s vendo mais a sua imagem, te contratando, etc. Na pista é que você prova se merece estar ali ou não. A pista pune!

E sobre o contrato com a Amhouseheads, o que você pode nos contar?

O convite pintou através do Dj e produtor brasileiro Marcos Carnaval (residente da Pacha-New York) , artista muito conhecido aqui no Brasil como Mark Uc. Eu acredito no passo a passo da profissão, tudo no seu momento, venho passando por todas as escadas da carreira.

Comecei de forma amadora, festas de play, depois casamentos & 15 anos, cena Clubber, fui residente por mais de 10 anos, atuei em rádio… Penso que já fiz boas contribuições para a cena Rio de Janeiro , e agora preciso aumentar meu horizonte, tocando mais em outros estados e aos poucos fazendo algumas tour’s pela Europa e EUA. Para que isso ocorra, tenho a necessidade de que alguém organize isso da forma mais profissional possível, e a Amhouseheads surgiu como um casamento.

Para finalizar, o que os alunos do IATEC podem esperar dos cursos ministrados por você?

Tento passar com clareza os prós e contras da profissão, dou dicas dos primeiros passos para contrações, como usar a internet para seu benefício, o direcionamento pessoal de cada aluno sabendo exatamente aonde ele quer chegar. Tento ainda tirar ilusões criadas pela mídia, além de passar detalhadamente todos os fundamentos técnicos, mixagens, viradas, etc.

Confira a ementa completa do Programa Especial de Treinamento em Discotecagem e faça já sua inscrição: http://www.iatec.com.br/cursos.php?id=301&tipo=2

A primeira edição internacional do Rio Music Conference (RMC), maior encontro de música eletrônica e entretenimento do Hemisfério Sul, acontece entre os dias 7 e 10 de junho, durante o feriado de Corpus Christi, no hotel Fontainebleau, localizado em Miami Beach (Flórida – EUA). A estreia internacional do RMC será um weekend com 1 dia de conferência e 3 dias festas.

Entre os artistas já confirmados para esta edição estão: Renato Ratier, DJ e proprietário do clube paulistano D-Edge; Gui Boratto, primeiro lugar no “Prêmio RMC” nas categorias de melhor produtor, remixer e track de 2011; o trio Ask 2 Quit – formado pelos DJs Leo Janeiro e Marcelinho CIC mais o VJ Vagalume; Rodrigo Vieira, o duo Dubshape entre outros artistas.

Além das festas, haverá palestras e workshops, assim como ocorre na edição nacional do RMC no Rio de Janeiro e nos encontros regionais no Brasil.

Já estão à venda pacotes (hospedagem + conferências + festas) para o RMC Miami Beach. Mais informações em http://www.riomusicconference.com.br

Unidos pelo áudio

IATEC On abril - 10 - 2012ADD COMMENTS

A sala de aula é o espaço onde deve ocorrer o primeiro contato com as práticas profissionais, e tudo o que elas envolvem. E para que essa experiência seja a mais próxima do que será encontrado na rotina de trabalho, o aluno do IATEC dispõe dos principais equipamentos disponíveis no mercado. Para isso foram firmadas parcerias com algumas das mais conceituadas fabricantes e distribuidoras. Sem que seja onerado o valor do curso, o estudante tem contato com produtos Harman, Attack, Roland e Behringer, o último através de sua distribuidora, Proshows.

Cíntia Lutz, coordenadora de marketing da Harman Brasil, explica que a empresa fornece produtos de qualidade e última tecnologia para a escola, em troca da possibilidade de manter aberto o canal para o intercâmbio de informações. “Além disso, os melhores alunos do semestre são convidados a passar um dia na fábrica da Harman, com tudo pago”, completa.

A parceria com a fabricante Roland envolve ainda uma troca de conhecimento. Além de oferecer para empréstimo a M-480, uma console disputada no mercado, a empresa oferece sazonalmente treinamentos oficiais, como a palestra gratuita realizada no dia 20 de março. Nela, os interessados tiveram contato com o funcionamento de suas mesas digitais. Confira o vídeo gravado durante o evento.

Para o diretor do IATEC, Luiz Helênio, as parcerias são importantes para todos os envolvidos. Ao se familiarizarem com os equipamentos que serão fundamentais no seu dia a dia, os alunos poderão dar preferência a suas fabricantes, posteriormente. Luiz destaca, porém, que não favorece uma determinada marca apenas pela parceria. “Com o uso nós ressaltamos o que aquele equipamento tem de qualidades, mas não escondemos os seus pontos fracos”, afirma.

A Proshows, representada pelo gerente de marketing, Roger Santos, afirma que a parceria representa uma importante união de forças, que beneficia principalmente os alunos. “Eles podem desfrutar de um conhecimento de ponta e atualizado com as demandas do mercado, utilizando equipamentos de última tecnologia e com total suporte do seu distribuidor”, explica.

Conheça os parceiros do IATEC

Attack

Há 25 anos a empresa desenvolve equipamentos de áudio profissional como caixas acústicas, amplificadores e sistemas de sonorização para eventos de grande porte. No Paraná está localizada a sua sede, onde uma completa linha de produção abrange desde o projeto e estudo de design ao produto final, passando por setores como metalurgia, eletroacústica, eletrônica, marcenaria e pintura.

Sua parceria com o IATEC envolve o empréstimo de alguns dos principais equipamentos de suas linhas. Entre eles, destacam-se:

04 Versa VRD108A

04 Versa VRD108

02 Versa VRS1510A

02 VersaVRS 1560

02 grids Versa VRD, com 02 olhais cada
04 cabos de interligação entre Versa VRD108A e Versa VRD108

Roland

No mercado há 50 anos, a Roland desenvolve instrumentos musicais capazes de produzir sons de grande qualidade e de reproduzir, com fidelidade e grande realismo, cada nuance da expressão musical.

Sua parceria com o IATEC envolve o empréstimo da M-480, uma console de última tecnologia com recursos do protocolo REAC da Roland.O gerente de produtos, Alex Lameira justifica a parceria com o IATEC devido a “influência da escola sobre o mercado carioca e nacional e também o alto grau de competência técnica dos professores.”

Behringer (Proshows)

Fundada em 2003, a Proshows passou a atuar no mercado de iluminação e áudio profissional no Brasil com expressão maior a partir de 2004. Ela distribui produtos de marcas reconhecidas no mundo inteiro, e soma parceiros e fornecedores em mais de 20 países.

A empresa cede ao IATEC periféricos, caixas e processadores da marca Behringer, para as aulas de produção musical e gravação. Veja alguns desses equipamentos:

 


Harman do Brasil

A Harman é uma gigante mundial do setor de áudio e entretenimento, com uma atuação de destaque no Brasil. Há mais de 50 anos ela projeta, fabrica e comercializa produtos que cobrem todas as necessidades profissionais de sonorização.

Sua parceria com o IATEC consiste no empréstimo de equipamentos que representam o que há de mais atual no mercado. A coordenadora de marketing, Cintia Lutz ressalta que a “Harman decidiu fazer a parceria com o Iatec, pois acredita que é com um ensino de qualidade que o áudio profissional ficará cada vez mais forte no Brasil.” Confira alguns dos produtos:

D-112 e CBT 100 LA

C-518 M e C-519M

Quem acessa o site da fabricante alemã Ableton encontra uma referência ao IATEC entre as instituições de ensino certificadas para o treinamento em seus produtos. A partir de agora os alunos que concluírem o curso livre ministrado pelo instrutor Lucas Ramos receberão um certificado oficial, reconhecido pela criadora do Live. A próxima turma terá início no dia 12 de março.

O Ableton Live surgiu em 2001 como única solução no mercado para cada uma das etapas do processo musical. Ele foi criado para oferecer uma nova maneira de compor, editar e arranjar músicas, e para isso combina o sequenciador convencional com as chamadas “cenas”, onde é possível adicionar loops, mudar a forma, o andamento e o tom. Sua principal característica é possibilitar que isso tudo seja feito ao vivo, enquanto a música segue.

O curso oferecido pelo IATEC ensina o aluno a gravar, editar e sequenciar, usando suas ferramentas na totalidade. Fazem parte do treinamento a montagem de clipes de loops, a edição de áudio, além do acesso aos efeitos real time.  Formado por turmas de no máximo 14 alunos, o curso tem duração de 40 horas e é indicado a DJs, músicos e produtores que possuam um conhecimento básico em gravação. (clique aqui e inscreva-se já!)